terça-feira, 31 de março de 2009

DEU NO MALOCABILLY!

~~
~~
Ontem, os malocas estiveram no CURITIBA CALLING, festival em que se apresentaram dezenas de bandas alternativas da cidade e até uma da Alemanha. Assistimos à Punkake, Riot Revolver e Diedrich e Os Marlenes: três exemplos do melhor rock que Curitiba pode produzir.
O RIOT REVOLVER toca uma mistura vigorosa de hardcore, thrash, punk, death e heavy metal. Segundo o blog Mondo Bacana: "Sons pesados que se misturam perfeitamente para uma turma de adolescentes entre 15 e 17 anos que bebem das melhores fontes musicais (inclusive a audição de obras eruditas) para devolver notas e melodiais da forma mais vigorosa e energética possível. O jovem quarteto – que já tem um EP (Unreal) lançado – assusta quando sobe em um palco. O vocalista William Tupan (que passou boa parte da infância morando nos EUA com o irmão e baixista Nicholas) consegue unir com maestria solos para lá de virtuosos (que assustam até os maiores viciados no game guitar hero), vocais gritados e boas letras compostas em inglês".
Já as PUNKAKES é um conjunto formado por garotas que toca basicamente punk rock, com canções bem elaboradoras e um ótimo vocal da frontwomen Bárbara, uma espécie de Debbie Harry currada por Sid Vicious. Excelente diversão para uma noite de domingo.
Já os MARLENES são a melhor banda que os Malocas viram em Curitiba nesta última estada. Mistura de punk, com folk, com músicas de cowboy e letras interessantes do vocalista Oneide, e contando com a contribuição milionária das lendas do punk curitibano Renato Quege e Ferreira, a banda consegue estabelecer uma ligação direta com a garotada que os assiste.
Parabéns pela química, não é pra qualquer um.
~~

Um comentário:

Armando CO2 disse...

Eu estava lá e aprovo... Muuuuito bom mesmo!
http://impregnantes.blogspot.com/2009/04/curitiba-calling-2009-10-edicao.html